Total Pageviews

There was an error in this gadget

Friday, September 25, 2009

EUA não podem resolver problemas mundiais sozinhos


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse quarta-feira no seu primeiro discurso perante a Assembleia Geral da ONU, em Nova York, que o mundo precisa de comprometer-se com “uma nova era de engajamento”: “Está na hora de o mundo caminhar em uma nova direcção. Precisamos nos comprometer com uma nova era de engajamento baseada nos interesses mútuos e no respeito mútuo” , disse Obama.
“Minha tarefa é agir pelo interesse do meu país e do meu povo. Nunca foi pedir desculpas por fazê-lo. Mas a minha crença é que os interesses das nações e dos povos são comuns”, disse o presidente Obama. “Mas não se enganem: esse não pode ser um objectivo só dos EUA. Os que criticavam os EUA por agirem sozinho não podem esperar que os EUA solucionem todos os problemas do mundo sozinhos.” “O caminho para a paz mundial não pode ser trabalho de um homem, um partido ou um país. Não pode ser uma paz para os países grandes ou para os países pequenos, mas um esforço cooperativo do mundo todo”, disse Obama, citando o presidente dos EUA Franklin Roosevelt (1933-45). “Essas palavras são ainda mais verdadeiras hoje, quando não é apenas a paz mas também a saúde e a prosperidade que temos em comum.” Obama conclamou os países integrantes da ONU a buscar pontos comuns para solucionar problemas mundiais: “Nada é mais fácil do que culpar os outros pelos seus problemas.
[...] Qualquer um pode fazer isso. Mas a responsabilidade e a liderança do futuro pedem mais.” O presidente americano afirmou acreditar que o futuro depende fundamentalmente de quatro pilares, a busca pela não-proliferação e o desarmamento nuclear; a promoção da paz e a segurança; a preservação do planeta; e a criação de uma economia global que dê oportunidade a todos.
“Podemos ser lembrados como uma geração que empurrou os problemas do século 20 para o século 21 [...] ou podemos ser a geração que viu a terra além das águas turbulentas.” No discurso, Obama ainda disse crer que “democracia e direitos humanos sejam essenciais” para atender as metas globais e defender ainda direitos iguais para homens e mulheres e a liberdade de expressão: “Os EUA sempre irão lutar pelo direito de todo o povo do mundo determinar o próprio futuro.” O presidente americano falou também sobre o papel da ONU e afirmou que a instituição pode ser um “lugar no qual nos focamos naquilo que nos divide ou naquilo que nos une”.
Ele pediu aos países que redobrem os seus esforços para melhorar o trabalho da instituição no mundo.

No comments: