Total Pageviews

There was an error in this gadget

Sunday, October 31, 2010

Pedro Mutinde, possivelmente, vai substituir o actual governador da Huíla, Isaac dos Anjos

O ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutinde (na foto), deverá substituir o actual governador da Huíla, Isaac dos Anjos, que deixará o lugar «pelas pressões que vários sectores» daquela província do Sul do país têm estado a exercer, soube o Semanário Angolense.
Os huilanos não morrem de amores por Isaac dos Anjos, principalmente desde que começou a ordenar a demolição de residências e também devido ao «seu discurso musculado e outras medidas impopulares» que tem estado a tomar».
«Diversos cidadãos, desde responsáveis do MPLA, empresários e cidadãos comuns da província da Huíla escreveram para várias entidades (Presidente da República, Assembleia Nacional, direcção no partido no poder, entre outras), manifestando desagrado e pedindo mesmo o afastamento do governador Isaac dos Anjos», revelou a nossa fonte.
Quem também vai deixar o Palácio de Vidro é a ministra do Comércio, Idalina Valente, devendo rumar para o Kwanza-Sul, a fim de render o governador Serafim do Prado. Este último foi para o palácio do Sumbe pela mão do seu antecessor, general Higino Carneiro, então chamado para ocupar a pasta das Obras Públicas.
O homem forte do Libolo, por seu turno, que era apontado como sucessor de Francisco do Espírito Santo no Governo Provincial de Luanda, deverá, entretanto ser preterido para dar lugar a um outro general, cujo nome o nosso informador prometeu revelar numa outra ocasião.
Mutinde e Idalina, que não se «chupam», deixarão assim de se cruzar nos corredores do edifício que ambos partilham. As desavenças entre os dois despoletaram quando, na forma-ção do actual Executivo, o antigo governador do Kunene havia sido nomeado adjunto de Idalina, no então Ministério da Comércio e Turismo.
Movido por razões culturais – na etnia Kwanhama, um homem não se pode subordinar a uma mulher –, Mutinde teve relutância em aceitar esse quadro hierárquico, tendo o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, encontrado uma solução que pôs termo à relação institucional directa entre um e outro, voltando simplesmente à primeira forma: tornou a partir o ministério em dois, para que o «soba» do Cunene ficasse também ministro.
Idalina Valente e Pedro Mutinde chegaram a ter uma acesa discussão na rua – parte externa do Palácio de Vidro –, que fora apaziguada por funcionários.

No comments: