Total Pageviews

There was an error in this gadget

Monday, February 06, 2012

Universidade Católica ao serviço de todos


D. Jorge Ortiga celebra dia nacional da instituição e apresenta Bíblia como «manual da verdade»

D.R.
Braga, 05 fev 2012 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga assinalou hoje o dia nacional da Universidade Católica Portuguesa (UCP) afirmando que a instituição visa a “transformação do mundo” através da formação cultural e académica das pessoas.
“É nesse sentido que a Igreja Católica tem criado Universidades, como modo da sua atuação pastoral no meio da construção do saber e da formação das gerações futuras”, disse D. Jorge Ortiga, na homilia da missa a que presidiu na Sé de Braga.
O prelado frisou que a UCP “não é apenas para católicos”, mas tem por missão promover “uma formação e uma investigação honesta e exigente, como serviço à humanidade, tendo sempre por base os princípios da visão cristã sobre o ser humano”.
“É necessário preparar bons profissionais, que conheçam a leitura cristã da realidade, nas áreas da Filosofia, da Teologia, das Humanidades, do Serviço Social, da Psicologia, da Comunicação, das Artes, das novas Tecnologias, do Turismo… Em suma, é esta a missão da Universidade Católica: formar para a Verdade”, observou.
Segundo D. Jorge Ortiga, “quanto mais afastada da Verdade, mais a Universidade Católica estará afastada da missão para a qual foi fundada”.
Neste contexto, o arcebispo de Braga afirmou que a “Bíblia é o manual da Verdade”, que deve ser utilizado “nas mais diversas áreas do saber”.
“Caras comunidades: acreditai na Universidade e permiti que ela continue a ser esse espaço onde a Verdade é traduzida em cultura”, pediu ainda.
O lema escolhido para a celebração é ‘UCP: Um Projeto da Igreja com 45 anos’.
Neste dia, o ofertório das missas celebradas em todas as igrejas do país reverte a favor da Universidade, destinando-se à atribuição de bolsas aos alunos mais carenciados da Faculdade de Teologia.
OC



Igreja Católica Celebra acordo com MPLA para apoio nas Eleições


Luanda - Em 2011 o MPLA celebrou um acordo com a Igreja Católica para apoiá-lo na campanha eleitoral de 2012. Da parte do partido no poder agenciou o acordo Manuel Vicente, na condição de PCA da Sonangol a mando de Eduardo dos Santos, ao passo que da parte da Igreja esteve alguns bispos do regime Dom Damião Franklim e a Filomeno Vieira Dias de Cabinda, com orientações do militante cardeal Alexandre do Nascimento.

Esta é a Igreja que Angola tem

A contrapartida foi a atribuição a Igreja Católica de uma bomba de combustível localizada no seu terreno entre a Shoprite e o Centro de acolhimento de menores Arlnaldo Jance no bairro do Palanca.  Tal como em 2008, desta vez os católicos voltarão a abrir os lugares de culto para deputados e dirigentes mobilizarem o voto, assim como deverão contar com prestimosa contribuição de sermões pró eduardista e seu MPLA. Terão ainda direito a declarações publicas de voto e serão recebidos em audiência para induzir o povo, tal como fez  Franklim com Bento Bento nas eleições anteriores. 
Para não dar nas vista o acordo prevê que o pessoal trabalhe com uniforme da Sonangol tal como todo espaço deve estar marcado pelo logo da Sociedade Nacional de Combustível de Angola, Sonangol.
O apego de Dom Damião Franklim pelo kumbú é também referenciado por muitos estudantes seus da Universidade Católica de Angaola (UCAN), pelo facto de em algumas ocasiões ter expulsado alunos em plena prova por  terem uma mês de propina em atraso. Um dos casos que chegou a nossa redação é um estudante Gaspar da Silva que foi vitima de Dom Damião em 2011, e quando solicitou piedade, se deparou com a seguinte resposta: “ não vou pagar os professores com ar” e noutra ocasião disse mais: “ o dinheiro que vocês pagam nem chega para o chão (mosaíco)  que colocamos na universidade”. No caso de Gaspar Fragoso teve que desistir e este ano voltará a estudar no Instituto Dom Bosco de Estudos Superiores(IDBES, também no Palanca.
Importa referir que a Universidade católica tem um financiamento estatal acima de um milhão de USD por isso não faz sentido isto.

John Bitapa
Club-k.net


Publicar como Lyhwaku Kuvialeka (Alterar)

  • Helder Fancony · Luanda, Angola
    A politica irmaos esta em todo lado, nao e so na igreja catolica, as denominacoes religiosas serao aconselhadas a depositarem o seu voto ao grupo dos mesmos, por isso escusem-se de se atirarem pedras e pensem bem o que vao fazer no dia das eleicoes, a quem votarao...

    • Bartolomeu Matina Kuese · ISTA/ndolo Kinshasa DRC
      Vamos Pedir a Deus que opior nao seja como na RDC...

      • Carlos Nelson Ngoves Muhangui · Lweji a nkonda/lunda norte
        nao acredito! nas eleicoes passada nao ouvi, nem vi nenhum prelado a pregar ou seja a persuadir o povo a votar a favor desse ou daquele partido; se nao, isso criaria um mau ambiente no seio da propria Igreja, uma vez que a Igreja congrega pessoas de quase todos os partidos... portanto, isso nao condiz a verdade! lembrem-se que a calunia e pecado...

        • Diwampovesa Garcia ·  · ISCED/Luanda
          Era preciso que te dissessem directamente que, Carlos Nelson vote no mpla mesmo vendo as visitas de dirigentes partidários e a constante presença quase que permanente de líderes católicos em actividades políticas e as regalias que a igrea católica tem em relação a outras igrejas? Mano não seja fanático viva simplesmente a realidade..!

      • Daniel Kandandji · Universidade Agostinho Neto-Angola
        Isto e falso. Se o club kquer saber sobre estas bombas deve procurar a Sonangol Distribuidora e ver o dossier de construcao. Estou desiludidocom o club k. Por se prestar a ofender a igreja. Onde esta o contraditorio? Respeitem os catolicos, por favor.

        • Diwampovesa Garcia ·  · ISCED/Luanda
          Para tiesta informação é falsa por s tratar da sua igreja, mas acreditas nas outras informações publicadas pelo club k. Quanto fanatismo! Não era preciso ler do club k, até porque pelos discursos do cónego apolónio graciano e companhia já era notório, também sabemos que muitas figuras católicas são comprometidas com o regime desde a muitos anos, só tú talves é que não sabes ou finges não saber...

        • Nelson Zenga ·  Comentador principal · 31 anos
          Grande dica!

      • Oliveira Emanuel António António ·  · Técnico de manutenção na empresa Ztv zimbo
        caros irmãos e membros batizados da igreja catolica, esta noticia é muito falça. não condiz a verdade. ate porque o bispo do regime é o cardial dom Alexandre do nascimento. e não o dom Damião Franlin. ate o a Damião Franklin é o que mais criticas as má açções do governo. eu sou catolico, e me lembro muito bem que nas eleições passadas, a igreja pediu-nos que não nos envolvessemos na politica.por isso, repito caros irmãoe esta noticia é falça. estes só querem manchar a igreja. e se isto for verdade, nenho fiel catolico caira nisto todos nós estamos consciente da situação politica que o paiz vive e que cada um de nós esta muito atento, a estas eleiçõé que se aproxima. lembro-vos que o papel da igreja , de unificar todos os povos e não vender o povo a quem esta no poder e mautratando este mesmo povo. repito e se isto acontecer ai sera a divisão da igreja. não caiam nestas propagantas e quanto as eleições que se avizinham, aproveito vos dizer, que cada um é livre de escolha, e que ninguem sera o brigado a votar pelo partido x ou y. mes se optarem pela mudança melhor é.

        • Florindo Chiconjo · Pastor na empresa Igreja Adventista do Sétimo Dia
          Que os políticos lancem os seus tentâculos em tudo, inclusive igrejas, para lograr seus objectivos, é normal até certo ponto. Mas quando líderes religiosos deixam-se levar por esse esquema de corrupção é muito grave, mas se parecem com o Diabo do que com Jesus Cristo. Entretanto, se os religiosos em questão são prelados católicos acho que devia deixar de surpresa tendo em conta o comporamento de tais prelados ao longo dos séculos no feudalismo, no Antigo Regime (absoluista europeu), no Renascimento, na Reforma Protestante, na I e II guerras mundiais, no Movimeno Solidariedade na Polônia e no resto do leste europeu. a história revela que, infelismente alguns clérigos são da máfia. oxalá o presente caso angolano não seja verdade

          • Helder Manuel Edgar · Catolica de Angola
            EU sou católico e reprovo muitos actos feitos por esses lider q se fazem de ovelha por detrás do fieís são membros ou criam cap(MPLA) dos PADRE.O grande exemplo de tudo isso é o cónego Apolonio Garciano, não dúvido de tudo isso q o clube-k informa factos são factos não vamos aqui tapa o sol com a peneira,só não sabe quem não quer sabe ou ainda está no berço(dorme).Por outra a expansão da radio eclesia para todas as província o MPLA/JES não concede esta autorização porq os BISPOS não estão agindo,pedindo aos fiéis q façamos uma vigília em prol da expansão da radio.

            • Nelson Zenga ·  Comentador principal · 31 anos
              Sinceramente! agora é os católicos a serem usados depois de Suzana Inglês! k hipocrisia! o verdadeiro cristão não não se coloca em politica, a historia da igreja católica já está manchada desde os séculos passado, por este tipo de atitude, meus irmão há uma coisa k muito de nós não soubemos, a igreja católica é igual ao regime, e explorando o povo ganham muito com isso, eles ganham do governo muito dinheiro e instituições, serim eles a pressionarem o regime a saírem do poder ou mudar de táctica de governação, são eles ainda a persuadirem o regime a nos maltratarem, dizem k são filhos de Deus mais são do Diabo! a rádio Eclésia k Emissora Católica de Angola tanto se debate com esse regime agora vai apoiar o regime? se até a vossa estação de radio cujo sinal o governo não aceita expandir para o resto do país, vc xtão a apoiar? Digo-vos em abono da verdade: a igreja católica não nos vai convencer, vamos ver como serão essas eleições!...

              • Diwampovesa Garcia ·  · ISCED/Luanda
                Desde a era colonial que os padres e a igrea católica estiveram sempre ligados a actividades políticas, agora também não é diferente.
                Onde há apolónios gracianos, damiões franklins e filomenos vieiras dias a pregarem políticas nas suas omilias, o que se espera?
                Falta ouvirmos que luís ngimbi recebeu a outra bomba que se encontra numa das parcelas deste vasto território, se é que ainda não recebeu...
                Os católicos conscientes devem ver que tipo de líderes religiosos e políticos têm...
                Quanta tristeza e lamentação!

                • Joaquim Cabanje Cabanje ·  Comentador principal · Independente University
                  Para alguns angolanos avisados, o assunto não é novidade. A dita Santa Igreja Católica Apostólica Romana foi sempre um aliado dos regimes instituidos, incluíndo regimes como o de Hitler, na Alemanha e Mussolini na Itália. O genocídio contra os filhos de Israel foi protagonizada por bispos católicos da Alemanha. Os massacres contra os Servios teve o apoio moral da dita Santa Igreja Apostólica. Os maiores criminosos contra cristãos a nível da Europa contou com o apoio desta dita Igreja. Os seus papas e bispos, segundo David Hunt, são filhos de outros padres e madres. O livro do norte americano, David Hunt, intitula-se "A mulher sentada na besta". É constituido por dois volumes. Aconselho boa leitura...

                  • Gelson Lemos de Oliveira · Director de Contabilidade e Finanças na empresa Muangola Lda, Comércio Geral e Obras Públicas
                    Não vê as malabarisses da igreja Católica e o MPLA qm não qr ver, aliás além dos benefícios financeiros que o M oferece a igreja, também a ajuda combater as igrejas protestantes que pregam um evangelho distante dos dogmas católicos, eles recebem favores do Partido sim e em troca, nas suas homilias passam ainda que de raspão um apelozinho a isso e aquilo, diabolizando a oposição e santificando o" REI DOS SANTOS" patrono do M

                  • Daniel Chinguto · Universidade da vida
                    Sempre notei q os Catolicos nunca separão a politica e igreja, um religioso ñao deve fazer parte do Mundo sento assim a catolica mais uma ves vilou esta norma e sempre foi assim, na primeira e segunda guerra os catolicos sempre tiveram metidos na politica um dia isto vai acabar mal e falta poucos dias para isso acontecer porq afinal estamos nos ultimos dias diz a biblia palavra de Deus...

                    • Patós Henrique Afonso · Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto
                      E a Igreja de Simão Toco, a Pentecostal, a Universal, a metodista e todas outras que nas eleições passadas puseram a disposição pastores e templos para proagandas políticas? Porquè não as criticam? Acho star a haver uma demostração de anti-detrminada igreja. Não sou Católico mas acho necessário uma certa coerencia nesta questão.

                      • Zezito Pina · Inspector na empresa Police
                        nao vamos a sitio nenhum quanto os verdadeiros elementos de deus metem -se em politicas.

                        • Cabanga Manuel Manuel
                          a igreja catolica ainda é daquelas q dizem domina o preto branco não foram ensinado pelos portuga e pensam q vão enganar o povo ,talvez aqueles pancos eu nem pensar .

                        • Eliseu Simião Chicambi · Contabilista na empresa Omatapalo
                          Se for um facto verídico não me surpreende, porque desde os tempos remotos/mediavas q a igreja Católica apoia as políticas dos sistemas, foi assim na idade mediaval, feudalismo, escravatura/colonialismo e é assim ate nos dias de hoje.

                          • Manuel Canico · Universidade Agostinho Neto
                            Pagam-se os professores com o nosso dinheiro dos petróleos! Responder: pagar com o ar, nesse linguajar baixo, não é digno de um Bispo!... Valha-me Deus...

                          No comments: