Total Pageviews

There was an error in this gadget

Friday, March 23, 2012

CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES DA PRIMEIRA ASSEMBLEIA PLENÁRIA DA CEAST


Decorreu de 15ª 21 de Março do ano em curso, em Luanda a primeira Assembleia Plenária da CEAST, presidida por sua excelência Reverendíssima Dom Gabriel Mbilingi, Arcebispo do Lubango e Presidente da CEAST.

Depois da oração inicial o Presidente da Conferencia saudou os presentes, de modo particular o senhor Núncio Apostólico, Dom Novatus Rugambwa, senhor Arcebispo emérito do Huambo, Dom Francisco Viti e o mais novo membro da Conferência, Dom Pio Hipunyati, bispo de Ondjiva.  

No seu discurso de abertura o Presidente sublinhou os acontecimentos mais importantes que marcaram e marcarão a vida da Igreja e da sociedade: a entrega solene por parte do Santo Padre Papa Bento XVI, da Exortação Apostólica “Afrique Munus”, aos Bispos da Igreja africana, o inicio do segundo ano do triénio pastoral dedicado à família e reconciliação, a formação dos Bispos sobre liderança e gestão, abertura do ano da reconciliação, abertura do ano da fé em Outubro do ano em curso, o congresso eucarístico internacional, a ter lugar em Dublin, o encontro mundial das famílias, a ter lugar em Milão, a realização das eleições gerais previstas para este ano; e, estando no mês da mulher não deixou de exaltar o papel que ela joga na família e na sociedade. 


Deliberações:

Depois de profundos debates e reflexões os Bispos:

1. Aprovaram a Nota Pastoral sobre as eleições gerais de 2012;
2. Aprovaram o esquema da Mensagem " Família e Cultura" para o ano 2013;
3. Aprovaram o programa de actividades alusivas ao Ano da Fé; 
4. Aprovaram as linhas directivas contra o abuso sexual de menores;
5. Indicaram D. Pio Hipunhati para reforçar a Comissão Episcopal da Doutrina da Fé e Seminários;
6. Reconduziram a Ir. Marlena Elisabete Wildner para mais um mandato de três anos à frente dos destinos da CARITAS nacional, na qualidade de Directora Nacional;
7. Apreciaram o esboço do futuro Estatuto do Clero..


Conclusões e recomendações:

Face a propagação da cultura enti-evangelica e anti-vida, vinculadas por certos círculos internacionais, os bispos reconhecem a importância da formação permanente de todos os agentes da pastoral e do uso dos meios de comunicação social, para que o pensamento social da Igreja seja amplamente difundido e conhecido.

Os bispos apreciaram com interesse a recente visita da ministra da comunicação social às instalações da Rádio Ecclesia, a qual abriu uma nova perspectiva para a expansão da emissora católica em Angola e renovou a viva esperança de terem nas respectivas dioceses a voz da Ecclesia, no novo quadro legal.

Desta feita os bispos animam e encorajam as autoridades a darem o passo decisivo, para que se ultrapasse quanto antes esta questão, evitando assim a multiplicação de especulações a volta do caso.

Apesar dos esforços levados a cabo pelo Executivo, sociedade civil na luta contra a fome e a pobreza, mediante a construção de empreendimentos sociais, de modo particular escolas e postos médicos em várias localidades do país, constata-se que o fosso entre pobres e ricos ainda se mantém muito profundo.

Ouvidos os relatórios das dioceses, os bispos manifestaram alguma apreensão quanto a forma violenta como são realizadas e reprimidas algumas manifestações de alguns grupos de cidadãos nas cidades de Luanda e Benguela, apelando ao respeito da dignidade alheia, a calma e ao dialogo pacifico.

Os bispos reconhecem o valor dos carismas que cada congregação religiosa promove para o bem do santo povo de Deus, por isso recomendam que haja maior dialogo e colaboração com os prelados diocesanos em vista a fomentar uma pastoral de conjunto mais orgânica e frutuosa.

Tendo em conta a novidade do sequecénio nos seminários e para que o mesmo atinja os fins preconizados, os bispos recomendam mais dialogo e encontros de estudos entre os reitores e os directores académicos dos distintos seminários.

Audiências:

Durante a plenária foram recebidos em audiência sua excelências Doutora Guilhermina Prata, ministra da justiça, com quem abordaram assuntos relacionados com os serviços das conservatórias, notariados e com a lei da nacionalidade. Os membros da direcção da Caritas Nacional, de quem receberam informações sobre as actividades levadas a cabo durante o ano findo e projectos em andamento. A direcção dos religiosos e religiosas, com quem dialogaram sobre os compromissos sociais em curso e a colaboração que se impõe entre as instituições. A direcção da Rádio Ecclesia, de quem receberam o balanço das tarefas executadas desde que tomaram posse.

Dom Irineu Danelon, bispo de Lingi, e responsável da Pastoral da Sobriedade, da Conferência Nacional dos bispos do Brasil. O novo director das obras missionarias pontifícias, senhor padre Fausto Rosado, a quem desejaram votos de um fecundo apostolado e de quem receberam informações úteis para a promoção das obras missionarias pontifícias nas dioceses. Os membros da Comissão episcopal da Cultura, que apresentaram os tópicos para a futura mensagem sobre “Família e Cultura”. Um grupo de leigos que se juntaram na “Canonitch Investimento” para trabalharem em prol dos projectos da auto sustentabilidade da Igreja.

E a margem dos trabalhos os bispos visitaram a centralidade do Kilamba e a Zona Económica Especial, celebrações, os bispos celebraram na Sé Catedral de Caxito uma santa missa em saudação dos 10 anos da paz, a comemorar em Abril próximo, com um convite sempre vivo a reconciliação, tolerância, amor e justiça. Tomaram parte da cerimónia alusiva a abertura do ano lectivo na Universidade Católica de Angola, por fim concelebram com o Núncio Apostólico, por ocasião do seu segundo aniversário de ordenação episcopal.

Luanda aos 21 de Março de 2012
Os Bispos da CEAST 

No comments: